Bruxismo na Infância

Bruxismo na Infância: Um sinal de alerta
O bruxismo na infância é uma disfunção que vem crescendo com frequência na sociedade moderna. É um hábito bucal indesejável de ranger ou apertar os dentes. Os músculos mastigatórios são contraídos sem intenção funcional. Pode acontecer durante o dia ou à noite com crianças, adultos e idosos. Não há idade específica para se manifestar. Pode iniciar na primeira infância e cessar na adolescência ou surgir na idade adulta. O ato de ranger ocorre frequentemente durante o sono, períodos de preocupação, estresse e excitação, acompanhado por um ruído notável. Já o apertamento, em geral sem ruídos, é mais comum durante o dia e pode ser considerado mais destrutivo, uma vez que as forças são contínuas e menos toleradas.
Segundo a literatura atual, cerca de 6% a 20% das crianças exercem, em algum momento, episódios de bruxismo. Os maiores índices são em crianças ansiosas e hiperativas. Em bebês, o bruxismo pode ser observado logo após a erupção dos incisivos decíduos por volta de um ano de idade. As causas do bruxismo têm sido classificadas como de origem local, sistêmica e psicológica. Entre as primeiras, são citadas as interferências oclusais e anormalidades de oclusão dentária. Como causas de origem sistêmica estão a asma, as alergias respiratórias e os distúrbios gastrointestinais. Os fatores hereditários e psicológicos também estão presentes. Em grande parte dos casos, está relacionado com alguma alteração de rotina da criança. Em épocas de provas, competições escolares, períodos de dificuldade de aprendizagem, troca de escola, aumento das atividades extraescolares, problemas familiares (separação dos pais, por exemplo), situações associadas a cobranças, seja dos pais, da escola ou mesmo auto cobrança, pode ocorrer. 
Como consequência do bruxismo, podemos observar sinais de desgaste dental, eventuais trincas, fraturas e mobilidades dentárias, sensibilidade dentária ao se alimentar, dores musculares (cansaço ao acordar) e dores de cabeça frequentes.
Ainda não há cura para o bruxismo, deve-se fazer o controle dos fatores locais, sistêmicos e principalmente dos psicológicos. O tratamento consiste em um trabalho multidisciplinar que abrange a odontologia, a medicina e a psicologia. A odontologia normalmente atua em procedimentos restauradores, tratamento ortodôntico e placas de mordida. Em algumas situações, pode haver a necessidade de um tratamento sistêmico com uso de medicação e tratamento médico, além de aconselhamento psicológico.
É fundamental que o diagnóstico seja precoce, permitindo que pediatras, odontopediatras e psicólogos estabeleçam um tratamento multidisciplinar e favoreçam o desenvolvimento integral da criança para a promoção da saúde e bem-estar individual.
Em caso de dúvida procure um odontopediatra!
**DICAS IMPORTANTES:
  • Estimular alimentos fibrosos e em pedaços desde pequenos, para que possam desenvolver uma mastigação vigorosa e eficiente;
  • Organizar o momento do sono: evite deixar luzes acesas, assistir televisão em volume alto ou usar o computador ou videogame antes de ir para a cama;
  • Deve-se incentivar a criança às práticas esportivas;
  • Devemos ficar atentos às alterações respiratórias das crianças

Comentários

Localização

Saiba tudo sobre Aparelhos Dentais

Saiba tudo sobre Aparelhos Dentais
Seu aparelho tem que ter a nossa marca

Postagens mais visitadas